Pular para o conteúdo

15 Questões de Ortografia – Casos Gerais e Emprego das Letras

1 2 3 4 5 6 7 8 _9_ 10 11 12 13 14 15

LÍNGUA PORTUGUESA

ORTOGRAFIA – CASOS GERAIS E EMPREGO DAS LETRAS

BANCA: FUNDATEC
ÓRGÃO: CAMÂRA MUNICIPAL DE CACHOEIRA DO SUL
ANO: 2023

QUESTÃO 9

A inveja é inútil

Por Fabrício Carpinejar

 

Inveja é emoção jogada fora, atenção desperdi….ada. É tempo inútil. Você sacrificará a sua vida inteira cobiçando o sucesso alheio e desmerecendo as suas competências.

Pense comigo. O que traz felicidade para você não trará necessariamente para o próximo. Você pode encontrar prazer em tomar café forte, sem açúcar, devagar, aos goles pausados, sentado na mesa, segurando a xícara quente entre as mãos, olhando a paisagem. Já o outro beberica de pé, correndo, sem degustar. Para ele, é apenas um café para acordar, um shot de ânimo; para você, é um café para refletir, um instrumento de bem-estar. 

O que o comove talvez não comova o outro. O que lhe agrada não é certo que vai agradar ao outro. Felicidade é individual. Não tem como emprestar. As pessoas se arrepiam por motivos diferentes e de jeitos particulares. Talvez você tenha contentamento em arrumar a casa e deixá-la em ordem, com objetos alinhados, à vista. O outro encontra satisfação em acumular as roupas sobre a cama e não se importar com a ….imetria. Não há como dizer quem é mais feliz. 

O que o torna feliz pode tornar o outro triste, e vice-versa. Tem gente que coloca a cabeça para fora da janela do carro na estrada e berra de euforia. Tem gente que acha que isso é perigoso e infantil. Logo, não há como sentir inveja. Ela é impossível e impraticável, porque a realidade de satisfação é personalizada. Nossos prazeres são customizados pelas experiências. Predomina o valor espiritual acima do material. Quem perdeu uma avó guardará o escapulário dela como um tesouro e não o trocará por nada no mundo. Já aquele que não atravessou o luto de um ente querido não entenderá o apego a um colar de corda com a imagem de um santo. 

Querer ser como outro é um desejo postiço, pois você jamais conseguirá abdicar de sua peculiar sensibilidade. Apesar de uma vida emprestada com luxos e bene….es, suas dores continuarão sendo suas dores, seus medos continuarão sendo seus medos, seus arrebatamentos continuarão sendo seus arrebatamentos. Se assumir uma biografia distinta da sua, por acreditar que ela é mais promissora, ainda a colocará sob os efeitos de sua história afetiva. Ou seja, vai aclimatá-la de acordo com o que é capaz de compreender. 

A fórmula de sucesso de uma personalidade não se replica. Cada um possui o que suporta e o que necessita. O que adianta uma multidão de fãs se o seu maior propósito é se isolar, saborear a paz e não ser incomodado? Felicidade é roupa feita sob medida, por alfaiataria. Não tem como passar adiante. 

Eu acredito, resumindo a existência, que felicidade é simplesmente ter vontade. Tudo o que você realiza com vontade resultará em alegria. Trabalho com vontade, amor com vontade, amizade com vontade, família com vontade: eis a imunidade completa diante de qualquer inveja.

 (Disponível em: https://gauchazh.clicrbs.com.br/colunistas/carpinejar/noticia/2023/01/a-inveja-e-inutilcld4wqw5o00ah0181syvaxipj. html – texto adaptado especialmente para esta prova).

 

Considerando as representações gráficas do fonema /s/, assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacunas pontilhadas das linhas.

A) s – s – c
B) ç – c – s
C) s – c – ç
D) ç – s – s
E) ç – s – ss

_MOSTRAR RESPOSTA_

<< ANTERIOR | PRÓXIMA >>

GABARITO LETRA E

EXPLICAÇÃO

“Desperdiçada” vem do espanhol “desperdiciar” que por sua vez vem do latim “desperditio”. O uso do “Ç” é uma convenção na língua portuguesa para indicar que não se utiliza “ç” antes de E e I, apenas antes de A, O e U (ç + a/o/u).

“Simetria” vem do grego “symmetría”. O fonema /s/ geralmente é representado por C ou S no início das palavras seguido por vogais. Emprega-se o “S” por tradição, pois já está presente no radical da palavra desde sua origem grega.

“Benesses” tem origem no latim, derivada de “bene esse” (bene, bem + esse, infinitivo de sum [ser]). Isso explicaria o dígrafo “ss” representando apenas um som /S/ entre duas vogais, embora seja uma convenção arbitrária, longe de ser uma regra ortográfica.

GABARITO LETRA E

<< ANTERIOR | PRÓXIMA >>

A Gramática Para Concursos Públicos

1 2 3 4 5 6 7 8 _9_ 10 11 12 13 14 15

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *