Pular para o conteúdo

Como Passar em Provas e Concursos – William Douglas

Você já sonhou em passar em um concurso público e ter a estabilidade e o salário que sempre desejou?

Se sim, você não está sozinho.

Milhares de brasileiros se preparam todos os anos para enfrentar as provas mais concorridas do país, mas poucos conseguem alcançar o seu objetivo.

Mas por que isso acontece?

Será que é falta de inteligência, de sorte ou de tempo?

Na verdade, nenhum desses fatores é determinante para o sucesso em provas e concursos.

O que faz a diferença é a forma como você estuda, planeja e executa a sua preparação.

Neste artigo, vamos apresentar as principais dicas e estratégias do livro “Como Passar em Provas e Concursos”, do renomado professor e autor William Douglas, que já ajudou milhares de pessoas a conquistarem a sua vaga no serviço público.

O livro é um guia completo que ensina desde a escolha do concurso até a realização da prova, passando por técnicas de estudo, memorização, controle emocional e muito mais.

Se você quer aprender a estudar de forma eficiente, entender e memorizar os pontos importantes e não desperdiçar tempo com conteúdos irrelevantes, continue lendo este artigo e descubra como passar em provas e concursos com o método do professor William Douglas.

Quem é William Douglas?

William Douglas é um dos maiores especialistas em concursos públicos do Brasil. Ele é desembargador federal, professor universitário, palestrante e autor de mais de 40 livros, entre eles o best-seller “Como Passar em Provas e Concursos”, que já vendeu mais de 500 mil cópias.

William Douglas também é conhecido como o “guru dos concursos”, por ter sido aprovado em diversos concursos de alto nível, como juiz de direito, defensor público, delegado de polícia, juiz federal, analista judiciário e professor de direito.

Além disso, ele já orientou e inspirou milhares de candidatos a alcançarem a sua aprovação.

Como escolher o concurso certo?

O primeiro passo para passar em um concurso público é escolher o concurso certo para você.

Isso significa que você deve levar em conta os seus objetivos, as suas habilidades, os seus interesses e as suas preferências.

Não adianta escolher um concurso apenas pelo salário ou pela estabilidade, se você não gosta da área ou da função que vai exercer.

Você pode até passar na prova, mas dificilmente vai se sentir realizado e feliz no seu trabalho.

Por isso, antes de escolher o concurso, faça uma pesquisa sobre as carreiras públicas disponíveis, os requisitos, as atribuições, as vantagens e as desvantagens de cada uma.

Veja também quais são as disciplinas cobradas, a banca organizadora, o nível de dificuldade e a concorrência das provas.

Depois, faça uma análise pessoal e avalie quais são os seus pontos fortes e fracos, o seu perfil profissional, o seu estilo de vida, o seu nível de conhecimento e o seu tempo disponível para estudar.

Assim, você poderá escolher o concurso que mais se encaixa com a sua realidade e com as suas expectativas.

[Publicidade]

 

Como montar um plano de estudo?

Depois de escolher o concurso, o próximo passo é montar um plano de estudo.

Um plano de estudo é um documento que organiza o seu tempo, o seu material e as suas atividades de estudo, de acordo com o seu objetivo e o seu cronograma.

Um bom plano de estudo deve conter os seguintes elementos:

1. O edital do concurso: o edital é o documento que contém todas as informações sobre o concurso, como o conteúdo programático, o peso das disciplinas, o formato da prova, os critérios de avaliação, as datas e os locais de realização. Você deve ler o edital com atenção e usá-lo como base para o seu plano de estudo.

2. O material de estudo: o material de estudo é o conjunto de recursos que você vai usar para aprender e revisar os conteúdos do concurso, como livros, apostilas, videoaulas, cursos online, simulados, questões, etc.

Você deve escolher o material de acordo com a qualidade, a atualização, a abrangência e a adequação ao seu estilo de aprendizagem.

3. A distribuição das disciplinas: a distribuição das disciplinas é a forma como você vai dividir o seu tempo de estudo entre as diferentes matérias do concurso.

Você deve levar em conta o peso, a dificuldade, a importância e a familiaridade de cada disciplina, dando prioridade às que têm maior relevância e menor domínio.

4. A definição dos horários: a definição dos horários é a forma como você vai organizar o seu dia a dia de estudo, estabelecendo uma rotina e uma disciplina.

Você deve definir os horários de acordo com a sua disponibilidade, a sua produtividade, o seu ritmo e o seu equilíbrio, respeitando os seus limites e as suas necessidades.

5. A revisão e a avaliação: a revisão e a avaliação são as etapas que garantem a fixação e a verificação do seu aprendizado.

Você deve revisar os conteúdos periodicamente, usando técnicas como resumos, mapas mentais, flashcards, etc.

Você também deve avaliar o seu desempenho, fazendo simulados, questões, provas anteriores, etc.

Como estudar com eficiência?

Montar um plano de estudo é importante, mas não é suficiente.

Você também precisa saber como estudar com eficiência, ou seja, como aproveitar ao máximo o seu tempo e o seu material de estudo, entendendo e memorizando os conteúdos que são cobrados no concurso.

Para isso, você pode seguir as seguintes dicas:

1. Estude com foco: estude com foco significa estudar com atenção, concentração e interesse, evitando distrações, interrupções e procrastinação. Você pode aumentar o seu foco estudando em um ambiente adequado, silencioso e confortável, desligando o celular e as redes sociais, definindo metas e recompensas, etc.

2. Estude com método: estudar com método significa estudar com uma sequência lógica, coerente e eficaz, que facilite o seu aprendizado e a sua compreensão. Você pode usar o método de estudo que mais se adapte ao seu perfil, como o método POMODORO, o método CICLO DE ESTUDOS, o método ESTUDO ATIVO, etc.

3. Estude com qualidade: estudar com qualidade significa estudar com profundidade, clareza e consistência, buscando entender os conceitos, os princípios e as aplicações dos conteúdos, e não apenas decorar as informações. Você pode melhorar a qualidade do seu estudo fazendo anotações, resolvendo exercícios, fazendo perguntas, etc.

4. Estude com variedade: estudar com variedade significa estudar com diversidade, dinamismo e criatividade, usando diferentes fontes, formatos e recursos de estudo, que estimulem o seu interesse e a sua motivação. Você pode variar o seu estudo alternando as disciplinas, os materiais, as técnicas, etc.

Como controlar as emoções?

Além de estudar com eficiência, você também precisa controlar as suas emoções, pois elas podem influenciar positiva ou negativamente o seu desempenho nas provas e nos concursos.

As emoções são reações psicológicas e fisiológicas que ocorrem diante de determinadas situações, como alegria, tristeza, medo, raiva, etc.

Elas são naturais e necessárias, mas devem ser equilibradas e gerenciadas, para que não prejudiquem o seu rendimento.

Para controlar as suas emoções, você pode seguir as seguintes dicas:

1. Reconheça as suas emoções: reconhecer as suas emoções significa identificar, nomear e aceitar o que você está sentindo, sem negar, reprimir ou julgar.

Você pode reconhecer as suas emoções observando os seus pensamentos, as suas sensações e as suas reações, e expressando os seus sentimentos de forma adequada.

2. Regule as suas emoções: regular as suas emoções significa modificar, reduzir ou intensificar as suas emoções, de acordo com o seu objetivo e a sua situação.

Você pode regular as suas emoções usando técnicas de respiração, relaxamento, meditação, visualização, etc.

3. Utilize as suas emoções: utilizar as suas emoções significa aproveitar, canalizar e transformar o que você está sentindo em algo positivo e produtivo, que favoreça o seu desempenho e o seu bem-estar.

Você pode utilizar as suas emoções buscando o sentido, o propósito e a motivação para o seu estudo, para a sua prova e para a sua carreira.

Como fazer a prova?

O último passo para passar em um concurso público é fazer a prova.

A prova é o momento em que você vai demonstrar o seu conhecimento, a sua habilidade e a sua competência para exercer a função pública que você escolheu.

Para fazer uma boa prova, você precisa estar preparado física, mental e emocionalmente, seguindo as seguintes dicas:

1. Antes da prova: antes da prova, você deve revisar os conteúdos mais importantes, descansar bem, alimentar-se de forma saudável, hidratar-se, evitar estresse e ansiedade, conferir os documentos e os materiais necessários, chegar com antecedência ao local da prova, etc.

2. Durante a prova: durante a prova, você deve ler com atenção as instruções, as questões e as alternativas, marcar as respostas com cuidado, administrar o tempo, resolver as questões mais fáceis e mais importantes primeiro, eliminar as alternativas erradas, chutar com inteligência, etc.

3. Depois da prova: depois da prova, você ficar as suas emoções, de acordo com o seu objetivo e a sua situação. Você pode regular as suas emoções usando técnicas de respiração, relaxamento, meditação, visualização, etc.

4. Use as suas emoções: usar as suas emoções significa aproveitar, canalizar e transformar o que você está sentindo em algo positivo e produtivo, que te ajude a alcançar os seus resultados.

Você pode usar as suas emoções buscando o sentido, o propósito e a motivação para o seu estudo, para a sua prova e para a sua carreira.

FAQ Rápido

Qual é o melhor método de estudo para concursos?

R: Não existe um método de estudo único e universal para concursos. Cada pessoa tem um perfil, um objetivo e uma necessidade diferente, e deve adaptar o seu método de acordo com a sua realidade. O importante é que o método seja eficiente, organizado e consistente, e que leve em conta o edital, o material, o tempo e a avaliação.

Quanto tempo devo estudar por dia para concursos?

R: Não existe um tempo de estudo fixo e ideal para concursos. O tempo de estudo depende de vários fatores, como o nível de dificuldade do concurso, o prazo de preparação, a disponibilidade, a produtividade e o equilíbrio do candidato. O importante é que o tempo de estudo seja suficiente, regular e qualificado, e que respeite os limites e as necessidades do candidato.

Como conciliar o estudo com o trabalho e a família?

R: Conciliar o estudo com o trabalho e a família é um desafio para muitos candidatos, que precisam dividir o seu tempo e a sua atenção entre várias atividades e responsabilidades. Para isso, é preciso ter planejamento, disciplina e apoio. O candidato deve planejar o seu horário de estudo, de acordo com a sua rotina, e cumprir o que foi estabelecido, sem desculpas ou procrastinação. O candidato também deve contar com o apoio da sua família, dos seus amigos e dos seus colegas de trabalho, explicando os seus objetivos, as suas dificuldades e as suas expectativas, e pedindo a sua compreensão e a sua colaboração.

Como lidar com a ansiedade e o nervosismo na prova?

R: A ansiedade e o nervosismo são emoções comuns na prova, que podem atrapalhar o desempenho do candidato, causando insegurança, medo, dúvida, tensão, etc. Para lidar com essas emoções, o candidato deve controlar a sua respiração, relaxar o seu corpo, acalmar a sua mente, confiar no seu estudo, focar na sua prova e pensar positivo.

Como escolher o melhor material de estudo para concursos?

R: O material de estudo é um dos elementos mais importantes para a preparação para concursos, pois é a fonte de informação e de aprendizado do candidato. Para escolher o melhor material de estudo, o candidato deve levar em conta a qualidade, a atualização, a abrangência e a adequação do material, além do seu estilo de aprendizagem, do seu nível de conhecimento e do seu orçamento. O candidato pode usar diferentes tipos de material, como livros, apostilas, videoaulas, cursos online, simulados, questões, etc., desde que sejam confiáveis, completos, relevantes e compatíveis com o seu perfil.

Como memorizar os conteúdos para concursos?

R: A memorização é uma habilidade essencial para concursos, pois permite ao candidato lembrar e reproduzir os conteúdos que foram estudados. Para memorizar os conteúdos, o candidato deve usar técnicas de estudo ativo, que envolvem a repetição, a associação, a elaboração e a recuperação da informação, como resumos, mapas mentais, flashcards, mnemônicos, etc. O candidato também deve revisar os conteúdos periodicamente, de forma espaçada e intercalada, para evitar o esquecimento e reforçar a retenção.

Como resolver questões de múltipla escolha em concursos?

R: As questões de múltipla escolha são as mais comuns em concursos, pois permitem avaliar o conhecimento do candidato de forma objetiva e rápida. Para resolver questões de múltipla escolha, o candidato deve seguir os seguintes passos: ler a questão com atenção, identificar o assunto, o comando e as palavras-chave, eliminar as alternativas incorretas, absurdas ou contraditórias, comparar as alternativas restantes, escolher a mais adequada, marcar a resposta com cuidado e revisar a questão, se houver tempo.

Como resolver questões discursivas em concursos?

R: As questões discursivas são aquelas que exigem do candidato uma resposta escrita, que pode ser uma dissertação, um parecer, uma peça, etc. Para resolver questões discursivas, o candidato deve seguir os seguintes passos: ler a questão com atenção, identificar o tema, o tipo, o formato e os critérios da resposta, fazer um rascunho com as ideias principais, organizar a resposta em introdução, desenvolvimento e conclusão, usar argumentos, exemplos e referências, escrever com clareza, coerência e coesão, respeitar as normas gramaticais e ortográficas, transcrever a resposta com cuidado e revisar a questão, se houver tempo.

Como estudar por videoaulas para concursos?

R: As videoaulas são um recurso de estudo muito utilizado por candidatos a concursos, pois oferecem praticidade, flexibilidade e interatividade. Para estudar por videoaulas, o candidato deve seguir as seguintes dicas: escolher videoaulas de qualidade, atualizadas, completas e adequadas ao seu concurso, assistir às videoaulas em um ambiente adequado, silencioso e confortável, assistir às videoaulas com atenção, concentração e interesse, fazer anotações, resumos ou mapas mentais das videoaulas, resolver exercícios, questões ou simulados relacionados às videoaulas, revisar as videoaulas periodicamente, variar as videoaulas com outros materiais de estudo.

Como estudar por cursos online para concursos?

R: Os cursos online são um recurso de estudo muito procurado por candidatos a concursos, pois oferecem comodidade, economia e personalização. Para estudar por cursos online, o candidato deve seguir as seguintes dicas: escolher cursos online de qualidade, atualizados, completos e adequados ao seu concurso, seguir o cronograma, as orientações e as atividades propostas pelo curso online, assistir às aulas, ler os materiais, fazer os exercícios, participar dos fóruns, tirar as dúvidas, etc., complementar o curso online com outros recursos de estudo, como livros, videoaulas, simulados, etc.

Espero que este artigo tenha sido útil para você. Se você gostou, compartilhe com os seus amigos e deixe o seu comentário. Se você quer saber mais sobre o livro “Como Passar em Provas e Concursos”, do professor William Douglas, clique aqui. Obrigado pela sua atenção e até a próxima. 😊

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *