Pular para o conteúdo

Como se Preparar para as Provas de Concursos Públicos: Siga o Passo a Passo do Prof. Pier para Dominar o Conteúdo, Gerenciar o Tempo e Controlar a Ansiedade

Os concursos públicos são uma das formas mais seguras e desejadas de ingressar no mercado de trabalho. 

Eles oferecem estabilidade, salários atrativos e benefícios variados. 

No entanto, para conquistar uma vaga, é preciso enfrentar uma forte concorrência e superar provas cada vez mais exigentes e complexas.

Para se preparar adequadamente para esses desafios, não basta apenas estudar os conteúdos previstos no edital. 

É preciso também ter uma estratégia de estudo eficiente, que otimize o tempo, o rendimento e a memorização. 

Além disso, é fundamental saber controlar a ansiedade, o nervosismo e o estresse, que podem prejudicar o desempenho na hora da prova.

Neste artigo, vamos apresentar o passo a passo do método do Prof. Pier, um renomado especialista em concursos públicos, que já ajudou milhares de candidatos a alcançarem seus objetivos. 

O método do Prof. Pier é baseado em quatro pilares: planejamento, revisão, resolução de questões e controle emocional. 

Seguindo esses passos, você vai aumentar as suas chances de sucesso e se aproximar do seu sonho de ser um servidor público.

Passo 1: Planejamento

O primeiro passo para se preparar para um concurso público é definir qual é o seu objetivo. Você precisa escolher a área, o cargo e a banca que deseja prestar. 

Para isso, você pode pesquisar os editais anteriores, as remunerações, as atribuições e as perspectivas de abertura de vagas. 

Você também deve levar em conta o seu perfil, a sua formação e a sua vocação.

Depois de escolher o seu concurso, você precisa fazer um planejamento de estudo. Isso significa organizar a sua rotina, definir as suas metas e montar um cronograma. 

Você deve levar em consideração o seu tempo disponível, o seu nível de conhecimento e as suas dificuldades. 

Você deve distribuir as disciplinas de forma equilibrada, priorizando as mais importantes e as mais cobradas pela banca.

O planejamento de estudo também envolve a escolha do material. 

Você deve optar por fontes confiáveis, atualizadas e focadas no seu concurso. 

Você pode usar livros, apostilas, videoaulas, podcasts, mapas mentais, resumos, entre outros recursos. 

O importante é que o material seja adequado ao seu estilo de aprendizagem e que seja complementado com exercícios.

Artigos Relacionados

 Inteligência em Concursos – Prof Pier

Passo 2: Revisão

O segundo passo para se preparar para um concurso público é fazer revisões periódicas. 

A revisão é essencial para consolidar o que você aprendeu e evitar o esquecimento. 

A revisão deve ser feita de forma sistemática, seguindo um ciclo de repetição que varia de acordo com o intervalo entre as sessões de estudo.

O Prof. Pier recomenda o seguinte ciclo de revisão: 24 horas, 7 dias, 15 dias, 30 dias e 60 dias. 

Isso significa que, após estudar um assunto, você deve revisá-lo no dia seguinte, depois de uma semana, depois de duas semanas, depois de um mês e depois de dois meses. 

Dessa forma, você vai fixar o conteúdo na sua memória de longo prazo.

A revisão deve ser rápida, objetiva e ativa. 

Você deve usar técnicas que estimulem a sua atenção, a sua compreensão e a sua recuperação. 

Você pode usar flashcards, anotações, resumos, mapas mentais, mnemônicos, entre outras ferramentas. 

Você também deve fazer questões sobre o assunto revisado, para verificar o seu aprendizado e identificar os seus pontos fracos.

[Publicidade]


Passo 3: Resolução de questões

O terceiro passo para se preparar para um concurso público é resolver muitas questões. 

A resolução de questões é uma das melhores formas de se familiarizar com o estilo da prova, de treinar o raciocínio, de medir o seu desempenho e de revisar o conteúdo. 

Você deve resolver questões todos os dias, de preferência da mesma banca e do mesmo nível do seu concurso.

O Prof. Pier sugere que você resolva as questões de forma comentada, ou seja, lendo as justificativas de cada alternativa, seja ela certa ou errada. 

Isso vai ajudar você a entender a lógica da questão, a corrigir os seus erros e a aprender com os seus acertos. 

Você também deve anotar as suas dúvidas, os seus pontos fortes e os seus pontos fracos, para direcionar os seus estudos.

Além de resolver questões isoladas, você também deve fazer simulados. 

Os simulados são provas completas, que reproduzem as condições reais do concurso, como o tempo, o número de questões, o grau de dificuldade e o conteúdo. 

Os simulados são importantes para você avaliar o seu nível de preparação, testar a sua resistência, gerenciar o seu tempo e controlar a sua ansiedade.

Adquira Agora o Livro: Inteligência em Concursos – Prof Pier

Passo 4: Controle emocional

O quarto e último passo para se preparar para um concurso público é cuidar da sua saúde mental e emocional. 

Muitos candidatos sofrem com a pressão, a insegurança, o medo e o estresse, que podem afetar negativamente o seu rendimento nos estudos e na prova. 

Por isso, é fundamental que você desenvolva hábitos que favoreçam o seu bem-estar e a sua autoconfiança.

O Prof. Pier aconselha que você mantenha uma rotina saudável, que inclua uma alimentação equilibrada, uma hidratação adequada, uma boa noite de sono, atividades físicas regulares e momentos de lazer e relaxamento. 

Você também deve evitar pensamentos negativos, comparar-se com os outros, cobrar-se excessivamente e desistir diante das dificuldades.

Além disso, você deve cultivar uma mentalidade positiva, que envolva ter objetivos claros, motivação, persistência, disciplina, foco e resiliência. 

Você deve acreditar no seu potencial, valorizar os seus progressos, celebrar as suas conquistas e aprender com os seus fracassos. 

Você também deve buscar apoio de pessoas que te incentivem, como familiares, amigos e colegas de estudo.

[Publicidade]


Conclusão

Neste artigo, apresentamos o passo a passo do método do Prof. Pier para se preparar para as provas de concursos públicos. 

Esse método é baseado em quatro pilares: planejamento, revisão, resolução de questões e controle emocional. 

Seguindo esses passos, você vai dominar o conteúdo, gerenciar o tempo e controlar a ansiedade, aumentando as suas chances de sucesso e se aproximando do seu sonho de ser um servidor público.

Esperamos que este artigo tenha sido útil e que você tenha gostado do nosso trabalho. 

Obrigado pela sua atenção e até a próxima. 

Pare de Adiar a Sua Aprovação e Conheça os Hacks do Nosso Cérebro com o Livro: Inteligência em Concursos – Prof Pier

FAQ Rápido

O que são concursos públicos?

Concursos públicos são processos seletivos promovidos por órgãos governamentais, como prefeituras, estados e a União, com o objetivo de recrutar novos servidores para cargos públicos. Esses concursos seguem regras específicas estabelecidas em editais, que detalham os requisitos para participação, as etapas do processo seletivo e os conteúdos que serão avaliados nas provas. Os candidatos aprovados são nomeados para cargos no setor público, proporcionando estabilidade e benefícios. Essa modalidade de seleção busca garantir a transparência, igualdade de oportunidades e mérito na escolha de profissionais para trabalhar em diferentes áreas do serviço público.

Por que prestar um concurso público?

Prestar um concurso público oferece vantagens como estabilidade profissional, benefícios atrativos, oportunidades de crescimento, igualdade de oportunidades, contribuição para a sociedade, segurança financeira e, em alguns casos, aposentadoria especial. A busca por esses benefícios, aliada à transparência e ao mérito no processo de seleção, torna a opção pelos concursos públicos atrativa para muitos profissionais em busca de uma carreira sólida no setor público.

Qual a diferença entre concurso público e seleção simplificada?

A principal diferença entre concurso público e seleção simplificada reside na formalidade e nos objetivos. O concurso público é um processo formalizado, regido por editais, voltado para a contratação de servidores permanentes, buscando transparência, igualdade e estabilidade. Já a seleção simplificada é mais flexível, frequentemente utilizada para contratações temporárias, atendendo a demandas pontuais e imediatas, com uma estrutura menos complexa e um enfoque mais ágil para suprir necessidades temporárias no setor público.

Quem pode prestar um concurso público?

Qualquer pessoa que atenda aos requisitos estabelecidos no edital específico pode se inscrever e prestar um concurso público. Os requisitos variam de acordo com o cargo e a instituição organizadora do concurso. Geralmente, os requisitos incluem idade mínima, escolaridade, nacionalidade, entre outros critérios específicos para cada cargo. É importante que os candidatos leiam atentamente o edital do concurso desejado para compreender os requisitos e garantir que preencham todos os critérios necessários antes de se inscreverem.

Como se inscrever em um concurso público?

Para se inscrever em um concurso público, leia atentamente o edital disponibilizado pela instituição organizadora. Acesse o site oficial, preencha o formulário de inscrição online com precisão, efetue o pagamento da taxa, se aplicável, e confirme a inscrição seguindo as orientações fornecidas no edital. Acompanhe o cronograma do concurso, imprima o comprovante de inscrição e inicie sua preparação para as provas de acordo com o conteúdo programático indicado. É crucial seguir todas as instruções detalhadas no edital para evitar problemas durante o processo seletivo.

Como é a prova de um concurso público?

A prova de um concurso público geralmente consiste em uma prova objetiva com questões de múltipla escolha, abrangendo disciplinas relacionadas ao cargo. Além disso, pode incluir uma prova discursiva ou de redação para avaliar a expressão escrita, e, em alguns casos, uma prova prática para cargos que exigem habilidades específicas. A prova de títulos pode ser aplicada, considerando a formação acadêmica e experiência profissional dos candidatos. A estrutura e detalhes são especificados no edital do concurso, sendo crucial que os candidatos estejam bem preparados e compreendam os critérios de avaliação.

Quais são as principais matérias cobradas em concursos públicos?

As principais matérias cobradas em concursos públicos incluem Língua Portuguesa, Matemática/Raciocínio Lógico, Conhecimentos Específicos relacionados ao cargo, Informática, Atualidades, Direito Constitucional e Administrativo, Ética e Cidadania, e Raciocínio Lógico e Quantitativo. Cada concurso tem suas especificidades, e os candidatos devem consultar o edital para obter o conteúdo programático detalhado. A preparação envolve estudo regular e focado em cada uma dessas áreas, adaptando-se às particularidades de cada certame.

Como é feita a classificação dos candidatos?

A classificação dos candidatos em concursos públicos é geralmente baseada no desempenho nas provas. As pontuações obtidas pelos candidatos em cada fase do concurso (prova objetiva, prova discursiva, prova prática, etc.) são somadas para determinar a pontuação final. Os candidatos são então ordenados de acordo com suas pontuações, da maior para a menor. O candidato com a pontuação mais alta fica em primeiro lugar na classificação, seguido pelos demais em ordem decrescente de pontuação. Em alguns concursos, pode haver critérios de desempate estabelecidos no edital, como idade, tempo de serviço público, ou outros fatores específicos. A classificação final é divulgada em edital específico e serve como base para a convocação dos aprovados para as próximas etapas do processo seletivo ou para a nomeação no cargo.

Como conciliar trabalho e estudo para o concurso?

Para conciliar trabalho e estudo para um concurso, estabeleça prioridades, crie um cronograma de estudos adaptado à sua rotina de trabalho, aproveite intervalos para revisões rápidas, otimize seu tempo livre, negocie flexibilidade no trabalho quando possível, estabeleça metas realistas, organize seu ambiente de estudo, cuide da sua saúde, peça apoio a colegas e familiares, e reveja constantemente sua rotina para fazer ajustes necessários. Encontrar um equilíbrio entre as responsabilidades profissionais e os estudos requer consistência, disciplina e adaptação conforme as circunstâncias individuais.

Quantas horas diárias são necessárias para estudar para o concurso?

Não há uma resposta única para a quantidade de horas diárias necessárias para estudar para um concurso, pois varia conforme a disponibilidade de cada pessoa, o tempo até a data da prova, e o nível de dedicação desejado. No entanto, muitos especialistas recomendam uma média de 3 a 4 horas diárias, com intervalos regulares para descanso. A consistência é fundamental, então é preferível estabelecer um plano realista e alcançável, adaptado à sua rotina e que permita uma assimilação eficaz do conteúdo ao longo do tempo. O importante é manter um equilíbrio entre a qualidade e a quantidade de estudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *