Pular para o conteúdo

Como Usar Mnemônicos para Lembrar Fórmulas e Conceitos para Concursos Públicos

Você já se esqueceu de uma fórmula ou de um conceito importante na hora da prova? 

Você já teve dificuldade para memorizar tantas informações que são cobradas nos concursos públicos? 

Se você respondeu sim a alguma dessas perguntas, saiba que você não está sozinho. 

Muitos candidatos sofrem com a falta de memória e a sobrecarga de conteúdo que precisam estudar.

Mas não se desespere! 

Existe uma técnica simples e eficaz que pode te ajudar a lembrar de fórmulas e conceitos de forma rápida e fácil: os mnemônicos. 

Neste artigo, você vai aprender o que são os mnemônicos, como usá-los nos seus estudos e alguns exemplos práticos e famosos dos mundos dos concursos.

O que são os mnemônicos?

Mnemônico é uma palavra de origem grega que significa “relativo à memória”. 

Os mnemônicos são recursos que facilitam a memorização de informações, usando associações, imagens, sons, cores, símbolos, palavras ou frases. 

Eles funcionam como gatilhos mentais que ativam a lembrança de algo que você já aprendeu.

Os mnemônicos podem ser usados para memorizar qualquer tipo de informação, mas são especialmente úteis para lembrar de fórmulas e conceitos que são abstratos, complexos ou difíceis de visualizar. 

Por exemplo, você pode usar um mnemônico para lembrar da fórmula da área de um círculo, da ordem dos planetas do sistema solar ou dos princípios da administração pública.

Artigos Relacionados

Review do Livro Como Passar em Provas e Concursos – William Douglas

Como Passar em Provas e Concursos – William Douglas

Técnicas de Memorização para Provas e Concursos

Como usar os mnemônicos nos seus estudos?

Para usar os mnemônicos nos seus estudos, você precisa seguir alguns passos:

Passo 1. Identifique a informação que você quer memorizar. 

Pode ser uma fórmula, um conceito, uma lista, uma data, um nome, etc.

Passo 2. Crie um mnemônico que seja fácil de lembrar e que tenha relação com a informação. 

Você pode usar a sua criatividade e o seu senso de humor para criar mnemônicos divertidos e originais. 

Você também pode usar mnemônicos já existentes, que são populares ou que foram criados por outras pessoas.

Passo 3. Repita o mnemônico várias vezes, até que ele fique gravado na sua mente. Você pode escrever o mnemônico, falar em voz alta, cantar, desenhar, etc. 

O importante é reforçar a associação entre o mnemônico e a informação.

Passo 4. Revise o mnemônico periodicamente, para evitar o esquecimento. 

Você pode revisar o mnemônico antes de dormir, ao acordar, antes da prova, etc. 

O ideal é que você faça revisões espaçadas, ou seja, com intervalos de tempo cada vez maiores entre elas.

[Publicidade]


Exemplos de mnemônicos para concursos públicos

Agora que você já sabe o que são os mnemônicos e como usá-los, vamos ver alguns exemplos de mnemônicos que podem te ajudar a lembrar de fórmulas e conceitos para concursos públicos.

  • Para lembrar da fórmula da área de um círculo, que é A = πr², você pode usar o mnemônico: “A pirraça do raio”. Basta pronunciar as sílabas iniciais de cada termo da fórmula e você terá uma frase que faz sentido e que é fácil de lembrar.
  • Para lembrar da ordem dos planetas do sistema solar, que são Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão, você pode usar o mnemônico: “Meu Vizinho Tem Muita Jaca, Só Usa No Pé”. Basta usar a primeira letra de cada planeta para formar uma frase que é engraçada e que tem ritmo.
  • Para lembrar dos princípios da administração pública, que são legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, você pode usar o mnemônico: “LIMPE”. Basta usar a primeira letra de cada princípio para formar uma palavra que tem relação com a ideia de transparência e ética na gestão pública.

Esses são apenas alguns exemplos de mnemônicos que podem te ajudar a lembrar de fórmulas e conceitos para concursos públicos. 

Você pode criar os seus próprios mnemônicos, de acordo com as suas preferências e necessidades. 

O importante é que você use os mnemônicos como uma ferramenta complementar aos seus estudos, e não como um substituto do aprendizado.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você. 

Se você gostou, compartilhe com os seus amigos e deixe o seu comentário. 

E se você quer aprender mais dicas e técnicas de estudo para concursos públicos, acesse o nosso site e conheça os nossos cursos e materiais.

[Publicidade]


FAQ Rápido

O que são mnemônicos e como eles podem ajudar nos concursos públicos?

Mnemônicos são recursos que facilitam a memorização de informações, usando associações, imagens, sons, cores, símbolos, palavras ou frases. Eles podem ajudar nos concursos públicos, pois permitem lembrar de fórmulas, conceitos, listas, datas, nomes e outras informações que são cobradas nas provas.

Como criar um mnemônico eficaz para o estudo?

Para criar um mnemônico eficaz para o estudo, é preciso seguir alguns passos: identificar a informação que se quer memorizar; criar um mnemônico que seja fácil de lembrar e que tenha relação com a informação; repetir o mnemônico várias vezes, até que ele fique gravado na mente; e revisar o mnemônico periodicamente, para evitar o esquecimento.

 Quais são os tipos de mnemônicos mais usados nos estudos?

Existem vários tipos de mnemônicos que podem ser usados nos estudos, como: acrônimos, que são palavras formadas pelas iniciais de outras palavras; acrósticos, que são frases formadas pelas iniciais de outras palavras; rimas, que são versos que terminam com sons iguais ou semelhantes; músicas, que são melodias que acompanham letras com o conteúdo que se quer memorizar; e desenhos, que são imagens que representam o conteúdo que se quer memorizar.

Quais são as vantagens e desvantagens dos mnemônicos nos estudos?

As vantagens dos mnemônicos nos estudos são: aumentar a capacidade de retenção e recuperação de informações; economizar tempo e energia na hora de estudar e revisar; melhorar a concentração e o foco nos estudos; reduzir o estresse e a ansiedade causados pelo excesso de conteúdo; e aumentar a confiança e a motivação para estudar. As desvantagens dos mnemônicos nos estudos são: não substituir o aprendizado, pois eles devem ser usados apenas como uma ferramenta para facilitar a memorização, mas não dispensam a compreensão e o aprofundamento do conteúdo; não usar os mnemônicos de forma excessiva ou confusa, pois eles devem ser simples, claros e relevantes para o assunto que se pretende memorizar, e usar muitos mnemônicos ou mnemônicos muito complexos pode atrapalhar a memorização e causar confusão; e não confiar apenas nos mnemônicos, pois eles devem ser usados como um reforço, mas não garantem a aprovação, e é preciso estudar com qualidade, resolver questões, fazer simulados e estar preparado para as diferentes formas de cobrança das bancas examinadoras.

<< ANTERIOR | PRÓXIMO >>

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *