Pular para o conteúdo

Como Evitar os Erros mais Comuns no Processo de Aprendizagem para Concursos Públicos de Acordo com o Prof Pier

Estudar para concursos públicos é um desafio que exige muita dedicação, disciplina e estratégia. 

No entanto, muitos candidatos cometem erros que podem prejudicar o seu desempenho e atrasar a sua aprovação. 

Neste artigo, vamos apresentar alguns dos erros mais comuns no processo de aprendizagem para concursos públicos e como evitá-los, de acordo com o Prof Pier, um renomado professor de matemática e física, autor do livro Inteligência em Concursos, que ensina técnicas e estratégias para aprender melhor e mais rápido qualquer assunto.

Erro 1: Começar sem um Plano de Estudos

Um dos erros mais graves no processo de aprendizagem para concursos públicos é começar a estudar sem um plano de estudos. 

Um plano de estudos é um documento que organiza o seu tempo, o seu material e o seu conteúdo de forma eficiente e personalizada. 

Ele deve considerar o seu objetivo, o seu nível de conhecimento, o seu ritmo de aprendizagem e a sua disponibilidade. 

Um bom plano de estudos deve conter:

  • A definição do cargo e da área que você deseja;
  • A análise do edital e do perfil da banca;
  • A distribuição das disciplinas e dos tópicos;
  • A definição das fontes de estudo (livros, apostilas, cursos, etc.);
  • A definição da carga horária diária e semanal;
  • A definição dos métodos de estudo (leitura, resumo, exercícios, etc.);
  • A definição dos momentos de revisão e de avaliação.

Um plano de estudos bem elaborado vai te ajudar a ter mais foco, organização e produtividade nos seus estudos. 

Você pode usar ferramentas online para criar o seu plano de estudos de forma fácil e rápida.

Artigos Relacionados

Inteligência em Concursos – Prof Pier

Técnicas de Estudo para Concursos Públicos: Aprenda com o Prof. Pier Como Estudar com Inteligência e Aumentar as Suas Chances de Aprovação

Erro 2: Estudar Apenas Pós-Edital

Outro erro comum no processo de aprendizagem para concursos públicos é estudar apenas pelo edital. 

O edital é um documento importante que contém as informações sobre o concurso, como as vagas, as etapas, as datas, as disciplinas e os conteúdos programáticos. 

No entanto, ele não é suficiente para garantir uma boa preparação. 

O edital pode ser incompleto, impreciso ou desatualizado em relação ao conteúdo cobrado na prova. 

Além disso, ele não aborda como a banca examinadora cobra as questões, nem o nível de dificuldade delas. Por isso, é preciso complementar o seu estudo com outras fontes, como:

  • Provas anteriores da mesma banca e do mesmo cargo;
  • Livros e apostilas atualizados e específicos;
  • Cursos online ou presenciais com professores especializados;
  • Sites e blogs especializados em concursos públicos.

Estudar por diversas fontes ajudará a ter uma visão mais ampla e aprofundada do conteúdo, além de familiarizar com o estilo da banca. 

[Publicidade]


Erro 3: Não Fazer Revisões Periódicas

Um erro muito frequente no processo de aprendizagem para concursos públicos é não fazer revisões periódicas. 

As revisões são essenciais para combater a curva do esquecimento, que é o fenômeno que faz com que você esqueça gradualmente o que aprendeu se não relembrar. 

As revisões devem ser feitas em intervalos regulares, que podem variar de acordo com a sua disponibilidade e o seu ritmo de aprendizado. 

Uma sugestão é seguir o método de revisão espaçada, que consiste em revisar o conteúdo após 24 horas, 7 dias, 15 dias e 30 dias da primeira vez que você estudou. 

As revisões devem ser rápidas e objetivas, focando nos pontos principais e nas dúvidas que você teve. 

Você pode usar resumos, mapas mentais, flashcards ou questões para revisar o conteúdo.

Adquira Agora o Livro: Inteligência em Concursos – Prof Pier

Erro 4: Não Fazer Exercícios e Simulados

Um erro muito grave no processo de aprendizagem para concursos públicos é não fazer exercícios e simulados. 

Os exercícios e os simulados são fundamentais para testar o seu conhecimento, fixar o conteúdo, identificar as suas dificuldades, medir o seu desempenho e ganhar confiança para a prova. 

Você deve fazer exercícios e simulados de forma constante e sistemática, preferencialmente da mesma banca e do mesmo cargo que você almeja. 

Você deve resolver as questões com atenção, cronometrando o seu tempo, marcando as suas respostas e conferindo o gabarito. 

Você deve analisar os seus erros e acertos, buscando entender o raciocínio por trás de cada questão. 

Você deve anotar as suas dúvidas e revisar os assuntos que você teve mais dificuldade. 

[Publicidade]


Conclusão

Neste artigo, você aprendeu como evitar os erros mais comuns no processo de aprendizagem para concursos públicos de acordo com o Prof Pier. 

Você viu que esses erros são: começar sem um plano de estudos, estudar apenas pelo edital, não fazer revisões periódicas e não fazer exercícios e simulados. 

Você também viu como corrigir esses erros, seguindo algumas dicas e estratégias que podem ajudar você a estudar para concursos públicos com inteligência. 

Lembre-se que o processo de aprendizagem para concursos públicos é um processo contínuo e dinâmico, que requer adaptação, persistência e melhoria constante. 

E se você quiser saber mais sobre como estudar para concursos públicos com inteligência, você pode conferir o livro Inteligência em Concursos – Prof Pier, que traz mais dicas e estratégias para você se preparar bem para as provas. 

Espero que este artigo tenha sido útil para você. 

Até a próxima! 

Pare de Adiar a Sua Aprovação e Conheça os Hacks do Nosso Cérebro com o Livro: Inteligência em Concursos – Prof Pier

FAQ Rápido

1. Quem é o Prof Pier?

O Prof Pier é um renomado professor de matemática e física, autor do livro Inteligência em Concursos, que ensina técnicas e estratégias para aprender melhor e mais rápido qualquer assunto.

2. Por que é importante evitar os erros no processo de aprendizagem?

Evitar os erros no processo de aprendizagem é importante para otimizar o seu tempo, o seu material e o seu conteúdo de forma eficiente e personalizada, aumentando as suas chances de aprovação.

3. Qual é o primeiro erro que devo evitar?

O primeiro erro que você deve evitar é começar a estudar sem um plano de estudos, que é um documento que organiza o seu tempo, o seu material e o seu conteúdo de forma eficiente e personalizada.

4. Como posso criar um plano de estudos?

Você pode criar um plano de estudos considerando o seu objetivo, o seu nível de conhecimento, o seu ritmo de aprendizagem e a sua disponibilidade. Você deve definir o cargo e a área que você deseja, analisar o edital e o perfil da banca, distribuir as disciplinas e os tópicos, definir as fontes de estudo, definir a carga horária diária e semanal, definir os métodos de estudo, definir os momentos de revisão e de avaliação.

5. Qual é o segundo erro que devo evitar?

O segundo erro que você deve evitar é estudar apenas pelo edital, que é um documento que contém as informações sobre o concurso, mas que pode ser incompleto, impreciso ou desatualizado em relação ao conteúdo cobrado na prova.

6. Como posso complementar o meu estudo pelo edital?

Você pode complementar o seu estudo pelo edital com outras fontes, como provas anteriores da mesma banca e do mesmo cargo, livros e apostilas atualizados e específicos, cursos online ou presenciais com professores especializados, sites e blogs especializados em concursos públicos.

7. Qual é o terceiro erro que devo evitar?

O terceiro erro que você deve evitar é não fazer revisões periódicas, que são essenciais para combater a curva do esquecimento, que é o fenômeno que faz com que você esqueça gradualmente o que aprendeu se não relembrar.

8. Como posso fazer revisões periódicas?

Você pode fazer revisões periódicas em intervalos regulares, que podem variar de acordo com a sua disponibilidade e o seu ritmo de aprendizado. Uma sugestão é seguir o método de revisão espaçada, que consiste em revisar o conteúdo após 24 horas, 7 dias, 15 dias e 30 dias da primeira vez que você estudou. Você pode usar resumos, mapas mentais, flashcards ou questões para revisar o conteúdo.

9. Qual é o quarto erro que devo evitar?

O quarto erro que você deve evitar é não fazer exercícios e simulados, que são fundamentais para testar o seu conhecimento, fixar o conteúdo, identificar as suas dificuldades, medir o seu desempenho e ganhar confiança para a prova.

10. Como posso fazer exercícios e simulados?

Você pode fazer exercícios e simulados de forma constante e sistemática, preferencialmente da mesma banca e do mesmo cargo que você almeja. Você deve resolver as questões com atenção, cronometrando o seu tempo, marcando as suas respostas e conferindo o gabarito. Você deve analisar os seus erros e acertos, buscando entender o raciocínio por trás de cada questão. Você deve anotar as suas dúvidas e revisar os assuntos que você teve mais dificuldade. 

<< ANTERIOR | PRÓXIMO >>

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *